Idade do Tempo

 

O sol vai derramando calor

Assim como a fonte desce o morro

Assim também o tempo

Vai escorrendo aos poucos

Levando sol e fontes

Pelas vidas...

 

E dizem que é necessário viver intensamente

Enquanto que viver já é intenso

Tanto que, às vezes questiona-se ao tempo

Se não seria ele um vigilante

Que fica à espreita como cômico

A dar gargalhadas...

 

Quanto é belo o sorriso da esperança

Que vai abonando dias e noites!

Num destino caricaturado

Repleto e perplexo com o tempo

E vão desgarradas as tantas possiblidades

Então não seria a infância a melhor idade?